5 “valuable business insights” após escalar e acampar no Pico dos Marins

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Em julho de 2017 embarquei numa aventura com alguns amigos para escalar e acampar no Pico dos Marins. A experiência foi fantástica. Natureza em sua plenitude, comidas improvisadas, escaladas verticais e íngremes, equipamentos importantes, 6 amigos incríveis, muito vento, muito frio e muita energia boa!!!

À medida que eu escalava aquelas montanhas espetaculares, respirava aquele ar puro e superava desafio após desafio, alguns insights foram surgindo. 

Abaixo divido com vocês, sob meu ponto de vista, como tudo isso tem relação com os negócios, com o mundo corporativo e com a vida.

Insight #1: ESCOLHA CERTO AS PESSOAS QUE FARÃO PARTE DA JORNADA. 


A parceria e a energia desta galera acima foi essencial para superar a montanha, o frio, o vento e os momentos de dificuldade. Sem estes 5 guerreiros ao meu lado eu não teria conseguido chegar ao topo. Encaro os desafios do mundo corporativo da mesma forma, e acredito cada vez mais que só é possível bater as metas e atingir grandes objetivos quando formamos uma equipe forte, com diversidade, diferentes habilidades e VALORES em comum. Então, meu conselho é: nunca parta para uma jornada ou para execução de um plano estratégico sem estar cercado das pessoas certas!

Insight #2:  ATITUDE CONTA MUITO. A ESCOLHA DE COMO REAGIMOS ÀS ADVERSIDADES É NOSSA. 

Não temos controle sobre os imprevistos que acontecem durante uma jornada, um projeto ou mesmo em relação a nossa vida. Acidentes, perdas, dores, frio, enfim, estamos sujeitos a tudo. Isso a gente não controla, mas podemos controlar como reagimos a tudo que acontece ao nosso redor. Meus ombros estavam destruídos com o peso da mochila, meus dedos dos pés latejando dentro das botas, o vento cortava nossos rostos. Eu olhava para cima e o topo estava longe. Eu estava escalando e experimentando um dos lugares mais magníficos do Brasil e meu foco estava nas minhas mãos congelando, nos meus ossos doendo, minhas pernas cansadas.

Por um instante, parei em uma rocha no alto do mundo, dei um tempo, comi um snack, bebi uma água revigorante, olhei a minha volta e vi meus amigos comigo, aquela imensidão de perder de vista, senti o vento de outra forma, fechei meus olhos e ouvi o silencio e o barulho das montanhas, o céu cada vez mais perto e tive a percepção que somos pequenos frente a esta energia maior que existe. Foi exatamente por tudo isso que decidi encarar esta viagem ao Pico dos Marins.

Quando coloquei a pesada mochila de volta às minhas costas, eu me comprometi comigo mesmo que estaria focado na maravilha de visual e não na dor, nas risadas com a galera e não na exaustão. No dia a dia de uma empresa, valorizo demais pessoas que tem atitudes positivas e focam na solução, não no problema, que buscam respostas e não culpados. Aprendi que é muito melhor parar de “brigar” com o vento, cansaço e o frio, e começar a curtir a escalada.

Obstáculos e desafios sempre aparecerão. É fácil desanimar quando estamos vivendo adversidades dolorosas. Embora alguns contratempos sejam desencorajadores e inevitáveis, se você parar para uma pausa, pode enxergar as coisas boas, o que está funcionando, o que já foi realizado e relembrar a finalidade, o propósito que alimenta sua alma e o motiva a continuar. Isso cria uma mudança de mindset, tira você da resistência ao que está acontecendo no momento e muda a chave para experimentar a alegria e a beleza quando você e sua equipe trabalham juntos para encontrar o caminho.

Insight#3: TENHA EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS ADEQUADOS COM VOCÊ. E TESTE ANTES DA JORNADA!

Antes de partir para execução de um plano ou iniciar uma jornada de aventura, certifique-se de que está levando consigo os equipamentos e as ferramentas necessárias. Como diria meu parceiro Anderson, um dos 6 integrantes : ” O bagulho é sério!”. Quando estamos no pico de uma montanha, com temperaturas próximas à zero e vento aniquilador, a falta de estrutura adequada pode ser fatal.

No mundo dos negócios, antes sair executando, analise se tem os recursos que vai precisar. Pessoas, sistemas, recursos financeiros/caixa, um bom plano/mapa, entre outras coisas.

Mas cuidado !!! Levar equipamentos adequados não significa levar muita coisa. Leve SOMENTE o que vai precisar. Você não imagina como 1 Kg na bagagem faz diferença quando você faz uma escalada de 6 horas carregando sua mochila. Quando nossa equipe tem que carregar trecos demais no trabalho, a burocracia toma conta, a gente perde agilidade e o cansaço acaba vencendo. Viaje leve e lidere sua equipe de forma leve. Assim a gente chega no topo. Cansados, mas felizes!

E por ultimo, sobre testar equipamentos eu quis dizer armar a barraca antes, ver se o fogareiro acende legal, checar o sleepping bag, rever o check list. Na empresa, eu sugiro antes de implementar um grande projeto, fazer um piloto pequeno, testar o mercado, conversar com o time, fazer perguntas certas, corrigir eventuais falhas e aí sim partir para a implementação.

Insight #4: AS COISAS BOAS DA VIDA SÓ VALEM A PENA SE FOREM COMPARTILHADAS.

Essa frase do insight#4 foi proferida pelo Fabio Pinazza durante a trip. Ele foi o cara que organizou a expedição pois já tinha acampado lá e queria COMPARTILHAR a experiência com os amigos. Tenho certeza que ele foi um dos que mais curtiu, sabem por que? Porque ele viu a alegria que todos puderam vivenciar juntos.

Aqui fica uma provocação para o mundo executivo! As verdadeiras conquistas são aquelas que podem ser compartilhadas com o time, com os parceiros, com as PESSOAS que estão ao seu redor. Liderar nossa equipe para novas experiencias, compartilhar conhecimentos e proporcionar um ambiente onde todos participam faz toda a diferença.

Insight #5: CELEBRE CADA CONQUISTA REALIZADA E AGRADEÇA TUDO SEMPRE.

A cada etapa vencida, um abraço, um grito de yooohooo, um “give me a five” ! A cada montanha que subíamos, olhávamos para baixo e comemorávamos o que já tínhamos atingido. Com isso a energia ia se renovando e a equipe ficava mais forte para encarar a próxima montanha, que era ainda mais difícil.

Durante minha vida executiva, pude testemunhei diversas ocasiões onde dito “líderes” eram mestres em cobrar ou apontar problemas quando algo saía errado, mas poucos reconheciam e elogiavam quando alguma coisa dava certo. Já presenciei ditos líderes convocarem reuniões às pressas para cobrar explicações das equipes mas raras vezes vi verdadeiros líderes convocarem uma reunião para agradecer e celebrar as conquistas realizadas.

As pessoas de sucesso que conheço sempre AGRADECEM, RECONHECEM e CELEBRAM tudo!

Então aproveito aqui para agradecer meus parceiros Fabio Pinazza (Idealizador da expedição e irmão da vida), Lucas Reame (brother que sofreu com a frio, não dormiu mas manteve o astral e energia !), Ricardo Chinaglia, (Cara especial que sempre tá de bom humor e ajuda todo mundo a todo momento), Samuel Salloti (Brother desde pequeno e figura que poer o astral da galera sempre pra cima) e Andersito (responsável por altas risadas da equipe mesmo nas adversidades).

Thiago Salgado

Fundador da Famíliia S.A.