Qual o segredo das empresas que tem bons resultados no longo prazo?

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
O mundo corporativo urge por uma liderança mais colaborativa, com boa capacidade de coordenação e habilidade para ouvir.

Partindo do princípio de que toda e qualquer empresa nada mais é do que o resultado da atitude das pessoas que a formam, talvez nada seja tão essencial e importante do que montar e desenvolver um time forte e alinhado com nossos valores.

Acredito que as organizações vencedoras, que serão admiradas, desejadas e lucrativas, têm clareza na estratégia, comunicam para todos os envolvidos, têm ações coerentes com seu propósito (genuíno e verdadeiro), prezam não apenas pelo desempenho financeiro, mas pela agilidade em se adaptar, humildade em aprender e fortalecem a cultura da empresa.

Está surgindo um novo tipo de comportamento nas organizações. A famosa máxima “Manda quem pode, obedece quem tem juízo” já não tem mais espaço neste novo contexto. Ao invés disso, aparecem frases como “não me diga o que tenho que fazer, me envolva e vamos descobrir juntos o que fazer”. As pessoas querem fazer parte de algo, participar da construção de planos que geram impacto positivo, buscam se desenvolver e realizar seus próprios sonhos.

Neste cenário, cada vez mais o papel dos líderes será decisivo. Os aspectos que fazem uma boa liderança mudam com o tempo, com as gerações, com as novas demandas da sociedade.

O mundo corporativo urge por uma liderança mais colaborativa, com boa capacidade de coordenação e habilidade para ouvir. Um ambiente menos centralizador e mais compartilhado, onde as pessoas têm autonomia para fazer e voz para colocar na mesa suas opiniões e ideias.  

Fica cada vez mais claro que o capital humano é mais escasso do que o capital financeiro, e assim se queremos buscar números sustentáveis a longo prazo, não há dúvida que devemos colocar todas as fichas no desenvolvimento das pessoas e da cultura da organização.

Thiago Salgado

Fundador da Família S.A.