Herança ou legado?

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
O que vamos deixar para as próximas gerações?

Preparar nossos filhos para que eles possam tomar as melhores decisões por conta própria e enfrentar os desafios que vem pela frente deveria ser um dos nossos grandes objetivos. Minha Vó Chiquita, que teve 11 filhos e morava numa fazenda em Nepomuceno-MG, costumava dizer que “criava os filhos para o mundo” e realmente o fez.

Mais do que deixar uma herança, patrimônio, bens, empresa e fornecer para seu filho o que você talvez nunca teve, pense em ensinar a ele coisas que talvez nunca te ensinaram. Nos últimos anos tenho visitado muitas empresas familiares e conversado com fundadores que dizem a seguinte frase: “Não quero que meus filhos passem pelo que passei”. E com a melhor intenção do mundo a gente protege, mima, e não deixa que os “pequenos” tomem seus próprios tombos e aprendam com tudo isso.

Pais inteligentes não protegem. Desenvolvem seus filhos! E precisamos começar desde cedo. Devemos conscientizar as novas gerações sobre a herança de VALORES da nossa família.

Resolvi escrever este texto após uma conversa com os integrantes de um Grupo Estratégico do AGRO que coordeno junto com Daniel Pagotto da Tratto, e aqui vão algumas dicas para ajudar a reflexão:

1 – CONTEM SUAS HISTÓRIAS

As crianças precisam conhecer tudo que aconteceu para chegarmos até aqui. A história dos antecessores, as dificuldades e desafios, altos e baixos, o quanto os avós batalharam para construir tudo que temos. Incentive os seus pais a contar tudo que viveram, as conquistas, pois assim criamos um sentimento de gratidão, orgulho e pertencimento dos mais novos.

2 – EXEMPLO

“Ás vezes o que você faz fala tão alto que eu não ouço o que você fala”. Sorria, você está sendo filmado! Suas atitudes falam mais alto que suas palavras. Ensine e mostre para seus filhos o que realmente tem VALOR. Explique desde cedo para as crianças o que é necessário e o que é supérfluo, que muitas famílias não conseguem ter o mínimo, e o que temos hoje é fruto de muito esforço das gerações que vieram antes de nós.

3 – GRATIDÃO

Seja grato todos os dias por tudo que tem. Tenha orgulho da história e valorize-a mais do que o patrimônio que foi construído. Estimule seus filhos a contar a história da família ao invés de se gabar pelos bens materiais conquistados.

4 – ERROS

Permita que seus filhos cometam pequenos erros enquanto você está por perto, pois assim podemos ajudá-los e prepará-los para grandes desafios que terão que enfrentar por si só. Nós, pais, muitas vezes achamos que nossas crianças nunca estão preparadas para assumir “nossas” responsabilidades.

5 – COMUNICAÇÃO CLARA E SINCERA

Crie um canal de comunicação verdadeiro entre você se seus filhos. Dê abertura para eles te contarem tudo. Não seja duro, seja parceiro. Ouvir de forma genuína cria laços e permite a construção de algo muito grande.

Herança sem legado não tem vínculo, nem envolvimento. Legado tem a ver com conhecer a história, as origens, o DNA e as dificuldades. Isso gera admiração, gratidão e lealdade.

Quando um fundador se preocupa em construir um Legado, sua obra ultrapassa o limite de sua vida e assim se torna imortal.

Thiago Salgado

Fundador da Família S.A.